2 de jun de 2011

REVISÃO

Há alguns anos conheci o Gasparetto, não pessoalmente, o que me agradaria profundamente, mas pela Rádio Mundial (FM 95,7). Ele possui o programa semanal "Gasparetto conversando com você" e durante muito tempo, religiosamente, eu ouvia os seus programas.
Ele é do tipo "ame ou odeie". Eu o amo. Ele é ótimo, simples, direto, e tem uma visão da espiritualidade que é magnífica.
Eu aprendi muito com ele, muito mesmo, juntamente com o Calunga, Mas de tanto ouvir, comecei a reparar que as lições estavam ficando repetitivas, coisas que eu já havia aprendido, ou que já conhecia.
Então, me afastei...
Acredito que estamos sempre aprendendo, sem exceção, mas aquele era um caminho que eu já havia percorrido. Posso até não ter aprendido todas as lições, mas já conhecia a matéria de cor e salteado.
Mas a vida vai e volta, e lições novas vão surgindo, e o modo de enxergar o mundo muda.
E eu mudei...
E ontem tive o prazer de ouvir novamente o seu programa. E quem estava lá? O Calunga.
E pesquei algumas ideias que achei importantes para mim, no momento:
- "O medo é a certeza do negativo"
- "Ódio é uma grande força salvadora"
- "Teimosia é um poder, é firmeza. Mas... é preciso ser flexível"
- "Tem que ter escuro para ter a luz. Quando a luz se firma, não precisa mais da escuridão"
- "Na natureza só fica o que funciona"
- "Eu estou na beleza, eu estou na fartura, eu estou no bem"
As frases não foram necessariamente essas, mas a ideia está aí.
E me senti muito bem ouvindo o programa, mais disposta, mais confiante, e mais feliz...

2 comentários:

  1. Oi Sula! Adorei seu blog! Tb gosto muito do Gasparetto e do Calunga!!! Bjs! Patricia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Patricia, costumo dizer que o Gasparetto e o Calunga são do tipo "ou ama ou odeia" rs também gosto muito deles, foram essenciais na minha vida... bjs

      Excluir